MENU

Autor nacional no não anonimato

Autor nacional anônimo
Autor anônimo vende?

O que mais recebo nas mentorias de marketing literário são autores querendo maneiras de fazer suas carreiras decolarem sem aparecer. Geralmente, isso é o divisor para que eu saiba se dá para continuar a trabalhar com aquele escritor ou se dispenso logo no primeiro encontro. Uma coisa é certa: anonimato não existe hoje em dia!

Estamos em época de rede social, onde todo mundo está em todo lugar ao mesmo tempo (com perdão do trocadilho do filme ganhador do Oscar). Temos uma enxurrada de pessoas que, até ontem, eram só trabalhadores do CLT largando seus serviços para empreender na internet com vídeos para o Tik Tok. E não, não estou falando de dancinhas, embora existam muitas delas também. Estou falando de professores de história ensinando sobre Henrique XVIII e política internacional em vídeos de três minutos. De maquiadoras ensinando as makes perfeitas em menos tempo.

Ainda hoje, não encontrei uma profissão que não consiga se adaptar às redes sociais. E aqui falo dos catálogos de Instagram até os vídeos rápidos do Tik Tok. E se tem algo que essa galera que está se sobressaindo dentro dos seus nichos faz é aparecer. E isso os diferencia.

A primeira coisa que aprendi com marketing foi: ninguém compra de uma logomarca. Compramos por nos conectar com outras pessoas. Com as dores delas, com os desejos delas. Por que tantas empresas enormes pagam pequenas fortunas a influencers para falarem de um novo produto? Porque não é o Instagram da marca que vende, são essas pessoas. Isso torna uma empresa milionária hoje em dia. Isso humaniza a marca, entende?

Antes, quando precisávamos da propaganda da TV aberta para divulgar algo, um anúncio era caro e difícil. Hoje, fazemos por muito menos produzindo vídeos de um minuto para o Tik Tok.

Então, esperto é aquele autor que já começou a se posicionar nas redes sociais, mesmo sem ter publicado nenhum livro ainda.

Mas, Carol, não é mesmo possível vender sem aparecer?”

Olha, sim, é possível. Tenho como referência uma autora best seller de Amazon que nunca apareceu para ninguém: a Zoe X. Porém, no caso da Zoe, criou-se um mistério em cima de sua figura. Foi esse mistério e o fato de escrever o tipo de literatura mais vendido na Amazon que a fizeram ser best seller em todo livro lançado até hoje.

Perceba que ela usou um marketing diferenciado na sua imagem. Lembra da frase famosa da teledramaturgia brasileira “Quem matou Odete Roitman?”. É a mesma ideia: “Quem é Zoe X?”. O caso de Zoe é isolado no meio de um universo de autoras best sellers que fazem questão de aparecer e vender seu peixe.

Geralmente, dou duas opções para meus autores nas mentorias. Ou eles pagam publieditoriais e anúncios com frequência no Instagram (e aí, juntando o necessário, deve dar uma média de uns 3.000 reais por mês) ou coloca a cara no sol e faz seu próprio marketing. A escolha é sempre deles.

Foi-se o tempo que um autor podia esconder seu rosto atrás de um nome bonito. Hoje, eles precisam aparecer para o público. Compramos de quem conhecemos, lembra? Principalmente se você for um autor que não publica o nicho maior da Amazon: literatura erótica. Então, vamos arregaçar as mangas e mostrar os rostos, pessoal! Escrever um livro é uma das coisas mais difíceis de fazer, e vocês já fizeram! O que é um vídeo de um minuto no Tik Tok falando da história do seu livro? Nada!

Redes sociais: Carol Teles

Página oficial Izyncor: Carol Teles

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *