MENU

Blog Izyncor

Entrevista com Larissa Prado

Para aumentar a expectativa, nada melhor do que um spoilerzinho… o primeiro livro da editora será de terror, escrito por uma autora nacional: Larissa Prado.

A fã declarada de cachorros nasceu na cidade de Goiânia, onde reside atualmente na companhia de um bull terrier e um bulldog, desejosa de acrescentar uma tarântula nesse grupo.

Prado teve o interesse pela literatura despertado ainda na infância, sob grande influência materna. A Larissa menina ganhava livros ilustrados da mãe, e eles a fascinavam. Com o contato com outras mídias, como o cinema, se apaixonou pelo gênero terror.

Durante a adolescência, escrever os pensamentos e reflexões/visões sobre o mundo foi uma válvula de escape para se expressar. A experiência com jogos de RPG trouxe encanto pela criação de personagens e universos. Porém, somente após se decepcionar com algumas histórias de grandes autores clássicos resolveu criar os primeiros contos de terror.

Apaixonada por vivenciar grandes histórias, conserva um hábito desde a infância: curtir um bom jogo de videogame. Hoje, ela utiliza esse costume como grande fonte de inspiração para suas criações. Fã incondicional de histórias de terror nos jogos, não deixou de gostar de grandes games dos mais diversos gêneros, passando pelo steampunk com Bioshock, indo para o terror com Silent Hill e até pelo western com o Red Dead Redemption II.

Claro que suas referências não vêm somente dos jogos: para Larissa, a música tem grande importância, trazendo muitas inspirações. Rock é o estilo musical predominante, e Led Zeppelin é sua banda favorita. No entanto, a autora adora curtir o plano de fundo e as mensagens das músicas de The Doors e Pink Floyd. Claro que não pode faltar um pouco de música brasileira, como Zé Ramalho, Raul Seixas e Tom Zé. Mas nem só de rock vive a playlist de Larissa. Ela também gosta de ouvir um bom blues, como B.B. King e Ella Fitzgerald.

Para concluir, não poderiam faltar aqui os filmes. Eles trazem histórias incríveis e completam a tríplice fonte de inspiração da autora, uma vez que jogos, músicas e filmes são mídias conectadas. Os filmes de terror estão no topo de sua preferência, principalmente os clássicos da década de 1980 e 1990. Contudo, Prado não dispensa um bom filme de ficção cientifica, de drama e do cinema noir.

Além de tudo isso, Larissa Prado é colecionadora de funkos. Atualmente, ela tem quarenta e cinco modelos, a maioria relacionados ao horror e a séries de TV. Bem-humorada, a autora brinca: em uma possível catástrofe, viveria tranquilamente com café e lasanha e funkos num universo distópico.

A autora escreve há mais de dez anos e, mesmo assim, continua sendo uma missão.

“o desafio é me reinventar o tempo inteiro. Minhas histórias costumam ser muito diferentes umas das outras, pois tento ao máximo experimentar novas ideias, técnicas de escrita e temáticas”.

Larissa Prado tem sete livros publicados e um prêmio Aberst de autora revelação em 2019, com o livro O rastro da serpente. A conquista trouxe ainda mais ânimo para continuar com a escrita. Larissa gosta de trabalhar com o absurdo na literatura fantástica, e não existe limite para isso.

“Se limitarmos a escrita do absurdo, deixará de ser absurdo”

As histórias da autora são frutos de observações do cotidiano, do mundo e das pessoas ao seu redor. Exemplo claro disso é a obra O balé das aves mortas, de grande sucesso. Nela, Prado conta a história do ponto de vista de alguém que enlouquece durante o isolamento na pandemia, utilizando-se de suas reflexões sobre a solidão.

A base para a vida literária da escritora tem como coluna principal a literatura russa, com nomes como Lermontov, Tolstói, Doistoiévski, Gogol, entre outros grandes nomes. Após se firmar na literatura, Larissa entrou em contato com o gótico e o horror, conhecendo autores como Edgar Allan Poe, Mary Shelley e Bram Stoker. Por fim, os clássicos de Lovecraft e as obras de terror de Stephen King impulsionaram ainda mais sua escrita.

Diante de tudo isso, é possível perceber toda a bagagem de Prado, consegue-se sentir a potência de seu novo livro. Nesse trabalho, que irá abrir as publicações da editora Izyncor, Larissa trará um enredo instigante, uma mescla de blues e terror. Juntos com o leitor, ela realiza um passeio melancólico no ritmo musical, guiando os personagens e o público por labirintos de perdas e solidão.

Larissa Prado promete inovar o gênero ao fundir música e terror, proporcionando uma viagem impactante pelo seu mais novo universo. Uma proposta imperdível!

Redes sociais da autora: Larissa Prado

Página oficial Izyncor: Larissa Prado

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *